Páginas

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Primeiro Espaço Mais Cultura

Presidente Lula da Silva inaugurou o Cuca Che Guevara, em Fortaleza
MinC investe R$ 8 milhões na implantação de espaços culturais em Fortaleza

“As poltronas do cineteatro daqui são mais confortáveis que as poltronas do cine do Alvorada”, comentou o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, ao inaugurar nessa quinta-feira, 10 de setembro, o primeiro Espaço Mais Cultura do país, o Centro Urbano de Cultura, Arte, Ciência e Esporte de Fortaleza – Cuca Che Guevara, localizado na Barra do Ceará. Com mais de 14 mil m² e capacidade para atender 3.500 jovens por dia, o espaço já é considerado o maior equipamento cultural público da América Latina. A unidade conta com um cineteatro, ginásio de esportes, campo de futebol, piscina olímpica, rádio escola, dentre outros espaços, construídos especialmente para o atendimento de adolescentes e jovens.

“A gente não vê mais ninguém de 50 ou 60 anos ser preso. Quem vai para a prisão é a juventude brasileira, os jovens de 18, 19, 20, 24 anos. E o que aconteceu com esses jovens quando eles precisavam da figura do Estado e o Estado não existia para eles?”, indagou o presidente Lula ao criticar o descaso histórico dos governos frente às políticas para a juventude. “Por isso criamos o Pronasci. Por isso estamos fazendo policiamento nos bairros, com um policial ligado quase umbilicalmente ao pessoal local. Por isso criamos as Mães da Paz, que é para poder tentar recuperar o jovem antes de prendê-lo. Por isso criamos um sistema prisional que busca recuperar o jovem - e não condená-lo a [ficar a] vida inteira preso. Por isso criamos o Espaço Mais Cultura”, informou Lula.

Os Espaços Mais Cultura são uma ação do Programa Mais Cultura, criados para melhorar a qualidade de vida em periferias e centros urbanos com baixos indicadores sociais e marcados pela exclusão cultural. “Hoje o Brasil tem números arlamantes, nem 20% da população têm acesso aos bens e produtos culturais aqui produzidos. Por isso desenvolvemos os Pontos de Cultura, que já são mais de 2.000 em todo o país, e agora criamos esses espaços”, afirmou o ministro da Cultura, Juca Ferreira, que anunciou o lançamento do Edital Público Espaços Mais Cultura, no mês de outubro, que vai destinar R$ 10 milhões para a construção de centros culturais em cidades com população entre 50 mil e 500 mil habitantes.

Ao comentar a estrutura do local, o presidente Lula lembrou de uma frase de Joãosinho Trinta, em resposta às críticas feitas por intelectuais sobre os desfiles luxuosos da Beija-Flor. “Ele falou uma coisa: ‘quem gosta de miséria é intelectual, pobre gosta de luxo, pobre gosta de coisa importante”, recordou Lula que pediu ao ministro da Cultura que o Cuca seja um modelo para a construção dos novos Espaços Mais Cultura. “O Juca me dizia agora há pouco: ‘Presidente, a partir do Cuca, nunca mais o senhor vai contar a história do tchó’. É isso, porque agora a cultura está ganhando uma nova dimensão, porque vai passar a ser um paradigma para a gente fazer outras coisas neste país”, afirmou.

Com uma das mais privilegiadas vistas de Fortaleza, o Cuca Che Guevara foi construído à frente do encontro das águas do rio Ceará com o mar, no mesmo terreno que há 30 anos abrigou o Clube de Regatas, voltado para a alta sociedade da capital. “Queriam construir hotéis nesse terreno, mas conseguimos garantir a construção desse novo espaço para atender as juventudes da cidade, independente de posição social, gênero, cor”, informou a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins.

Durante o evento, o ministro Juca Ferreira e a prefeita Luizianne Lins assinaram o Acordo de Cooperação do Programa Mais Cultura. Ao todo, o Ministério da Cultura está investindo R$ 8,1 milhões para a implantação de dois Espaços Mais Cultura na capital cearense – além da recém-inaugurada, outra unidade será construída em área de intervenção do Programa de Aceleração do Crescimento. Do montante, R$ 2,5 milhões foram para equipar o Cuca Che Guevara, sendo R$ 1 milhão para o cineteatro, com contrapartida de R$ 391 mil da Prefeitura Municipal de Fortaleza. A capacidade do cineteatro, que garante a acessibilidade de deficientes físicos, é de 220 pessoas, ocupando uma área de 187 m². Os R$ 5,5 milhões restantes são para construir e equipar o segundo Espaço Mais Cultura na cidade, em obra do PAC.

Cultura e PAC - Ação do Programa Mais Cultura, do MinC, os Espaços Mais Cultura visam promover a melhoria da qualidade de vida da população residente em periferias e centros urbanos caracterizados por baixos indicadores sociais e marcados pela escassez de produtos e serviços culturais. Além de Fortaleza, outras 18 cidades terão unidades em obras do Programa de Aceleração do Crescimento. Sete projetos já foram aprovados e receberam R$ 6,7 milhões do Mais Cultura, nas cidades de Recife, Curitiba, Santos, Belém, São Luís, Natal e Florianópolis. Os demais projetos estão sendo formatados para as seguintes capitais: Brasília, Campo Grande, Cuiabá, São Paulo, Rio de Janeiro, Goiânia, Teresina, Palmas, Salvador e Maceió.

Saiba mais sobre o Programa Mais Cultura, que integra a Agenda Social do Governo Federal, democratiza o acesso da população a equipamentos e serviços culturais e articula políticas sociais com políticas de infraestrutura como moradia e saneamento.

Fonte: (Nanan Catalão, Ascom/MinC e Rafael Ely, SAI/MinC)
http://www.cultura.gov.br/site/2009/09/11/minc-investe-r-8-milhoes-na-implantacao-de-espacos-culturais-em-fortaleza/

Nenhum comentário: